Quem sou eu

Minha foto

Numa busca interior, descobri em Cristo a unificação universal com o cosmo, assim como Jesus afirma ser ele e o pai um único ser(João 10.30), descobri que somos um tambem com o criador, alguns o chamam de "Arquiteto do universo", outros de "Mente criadora", eu prefiro chamar apenas de "Pai", pois o Genesis não diz que Deus parou para pensar no que ia fazer, e pelo que sei é isso que um arquiteto faz, ele pensa, planeja, calcula, mas Deus apenas disse e aconteceu como falou, creio no poder da palavra, e sei que mudanças poderosas podem ocorrer coforme o que você pronuncia, você pode ter uma vida de sucesso falando coisas boas ou uma vida penosa e sofredora falando palavras malditas, que tendemos a chamar de palavrões. Desejo poder iluminar sua vida com o que for postado nesse bloger, e que a paz do Senhor Jesus, que é a mais profunda a se desejar, superabunde em seu ser e dê o despertar cósmico de sua consciência que você tanto deseja

quinta-feira, 30 de maio de 2013

sexo entre o casal a luz das escrituras e costumes judaicos

Muitas pessoas devem ficar impressionadas quando trato de assuntos referentes ao sexo, inclusive o sexo anal. Meu propósito não é o de impedir os casais, digo homem e mulher a ter essa liberdade, pois "em quatro paredes vale tudo", não há nada na bíblia que dá a entender que é proibido ao casal hetero esse tipo de proceder. Vale lembrar que o povo de Israel ao sair do Egito trouxe consigo vários costumes do local, inclusive a sexualidade ali praticada, e sabemos que o Egito era uma nação bem liberal quanto a esse assunto. na foto abaixo você irá conferir alguns costumes sexual daquela nação de onde os judeus saíram, e incluem sexo anal e oral

As relações físicas, tão cruciais para um casamento, estão sendo banalizadas e abordadas de forma irresponsável. As fronteiras que delimitavam a separação entre o íntimo e o público parecem não mais existir. A palavra hebraica para intimidade sexual é yichud, que significa privacidade. Esta noção de privacidade fazia com que, nas comunidades judaicas, a educação sexual fosse transmitida de mãe para filha e de mestre para aluno. Atualmente, em alguns casos, esta corrente de transmissão foi interrompida e muitos judeus desconhecem a visão judaica da sexualidade. A maioria das pessoas surpreende-se quando descobre que o judaismo encoraja as relações sexuais entre um casal, não só para procriação, mas também para o prazer. isto, porem dentro de limites fixados pela Torah sobre "com quem e quando".


As Leis de Nidá

A maioria dos judeus conhece pelo menos os conceitos básicos das várias Leis Judaicas, como por exemplo, o shabat, o Yom Kipur. Porém, muitos desconhecem as leis da Torah que tratam das relacões íntimas entre marido e mulher ou as consideram "costumes antiquados". Estas leis, tão antigas quanto sagradas, tão importantes quanto esquecidas, são madamentos bíblicos da maior importância. Sua transgressão equivale a não efetuar a guarda do Shabat ou a não jejuar propositadamente em Yom Kipur. As leis fazem parte da categoria de Decretos Divinos, dos quais nem sempre o homem pode compreender o total significado, mas que afetam a alma em seus níveis mais profundos.
Estes Decretos Divinos proíbem, basicamente, o contato físico entre um casal durante o período menstrual da mulher, estendendo a proibição por sete dias após seu término. Ao termino destes dias, a mulher passa por um ritual chamado "Micvê" banho da purificação. Após esse banho, o contato íntimo entre o casal volta a ser permitido. A função do micvê está em seu poder de transformação espiritual, em seu poder de renovação.
As leis que tratam das relações íntimas entre um casal são chamadas de Nidá e nos referimos ao conjunto de leis como Taharat Hamishpachá (Pureza Familiar). Basicamente, a cada ciclo, a mulher muda de status tanto espiritual quanto físico. Passa de um plano em que possui um potencial criativo para outro, no qual, ao ocorrer a menstruação, este potencial desaparece. Esta alteração na mulher implica numa mudança no relacionamento do casal. É um período de total afastamento físico, chamado em hebraico de Nidá, que significa "separado". O banho do micvê faz com que, espiritualmente, a mulher mude novamente de status, podendo assim voltar a ter relações íntimas com seu marido, até o ínicio do próximo ciclo.
Percebe-se, portanto, que, em termos físicos, o ritimo do casamento judaico é estabelecido por algo totalmente externo à vontade do casal: o ritmo biológico da mulher. Cabe a ela, e somente a ela, o controle dessa área tão importante da vida judaica. Santificando seu corpo e sua vida sexual, trará santidade ao seu relacionamento e, consequentemente, a todo seu lar. foi sugerido que, observando estas leis, o nível de percepção espiritual que a mulher atinge com o seu corpo é semelhante ao dos homens quando usam Talit e Tefilin.
As pessoas não familiarizadas com as leis de Nidá podem incorrer no erro de compará-las a antigos tabus presentes em varias sociedades, nas quais a mulher menstruada era discriminadas ou banidas do convivio social. Portanto, tais pessoas consideram as leis, além de arcaicas e primitivas, discriminatórias contra a mulher e aceitáveis só em épocas em que havia falta de hingiene. No entanto, estas leis não têm nenhuma relação com hingiene física. Prova disso é o fato de ser obrigatório para quem quizer banhar-se no micvê uma escrupulosa limpesa física antes do banho. Maimônides rejeitava com veemência as crenças e supertições sobre a menstruação, salientando o conteudo espiritual dos ensinamentos judaicos.
À primeira vista, as leis parecem transmitir só restrições e uma perda de liberdade. Mas ao serem analizadas com mais profundidade, percebe-se uma formula que preserva, dentro do casamento, tanto o amor físico e emocional do casal, quanto o "espaço" de cada um. o relacionamento sexual é importante, porém naõ é o único componente do casamento, e as leis ensinam a ver "o outro" como um ser importante, com o seu próprio valor, sua individualidade, suas necessidades.

quarta-feira, 29 de maio de 2013


esta é a Cleycianne, e achei esta madrugada um artigo interessante que ela postou sobre "20 motivos para você não dar o ânus", parece xulo e vulgar, mas vale a pena conferir, ela dá uma conotação para as mulheres, mas infelizmente existe muitos rapazes que precisam saber disso, pois acham que esse órgão é sexual, mas na verdade é um órgão de excreção, existem outros posters ilários e legais.

http://www.cleycianne.com/2011/07/20-motivos-para-voce-nao-dar-o-anus.html

sábado, 25 de maio de 2013

O sexo sadio

Muitos cristãos creram durante muito tempo que o sexo é um mal necessário para se produzir crianças. Os judeus antigos entendiam que o sexo é um dom positivo por parte de Deus, tanto é que o casamento era um momento de grande celebração, pois era o momento de inicio da vida sexual do casal. Em Deuteronômio 22.13- 19, mostra o costume da época, onde o homem pegava a mulher, cujos sinais de virgindade da moça era o lençol sujo de sangue, que o pai dela usava como prova contra o homem acusador.
Durante o tempo do novo testamento, houve problemas sérios quanto a atitude sexual, mas o claro é que a bíblia é totalmente a favor do sexo, desde que seja um sexo sadio. A primeira ordem dada por Deus foi:
“E criou Deus o homem à sua imagem: à imagem de Deus o criou; homem e mulher os criou.
E Deus os abençoou, e Deus lhes disse: Frutificai e multiplicai-vos, e enchei a terra, e sujeitai-a; e dominai sobre os peixes do mar e sobre as aves dos céus, e sobre todo o animal que se move sobre a terra. Gênesis 1:27-28”
Nisto vemos que a ordem está clara, o sexo deveria ser entre um homem com uma mulher, e que ambos deveriam encher a terra. Nota-se que é o momento em que dois seres totalmente diferentes se tornam um “E disse Adão: Esta é agora osso dos meus ossos, e carne da minha carne; esta será chamada mulher, porquanto do homem foi tomada. Gênesis 2:23”. Por isso o sexo fora do casamento é condenado pela bíblia “Fugi da prostituição. Todo o pecado que o homem comete é fora do corpo; mas o que se prostitui peca contra o seu próprio corpo. 1 Coríntios 6:18”.
Logo, foi Deus que inventou o sexo, não esse sexo que escraviza e destrói lares, mas o sexo sadio, bom e gostoso, o sexo do marido com sua esposa, que deve ter o prazer sim, e também deve ter como dom a geração de uma criança, pois esta é a recompensa de Deus aos casais.

sexta-feira, 17 de maio de 2013

ADVOGADO DO PASTOR MARCOS PEREIRA EM ENTREVISTA AO JORNAL O GLOBO

Há oito meses defendendo a Assembleia de Deus dos Últimos Dias, Marcelo Patrício diz que não cobra nada do pastor Marcos e ainda estuda a estratégia de defesa. Seu cliente está no presídio Bangu 2, no Complexo de Gericinó, na Zona Oeste do Rio, acusado de praticar dois estupros (outras quatro denúncias ainda estão sendo investigadas).

Leia mais sobre esse assunto em http://oglobo.globo.com/rio/as-acusacoes-sao-surreais-diz-advogado-de-pastor-marcos-8380889#ixzz2TY3rSBWS
© 1996 - 2013. Todos direitos reservados a Infoglobo Comunicação e Participações S.A. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.

Qual é a estratégia de defesa?
Nós ainda estamos estudando o que vamos fazer. As acusações são surreais, absurdas e baseadas em um suposto estupro ocorrido em 2006. Não há provas, e os depoimentos não se sustentam. Eu me recuso a acreditar que ele tenha feito isso. As pessoas estão querendo acabar com a reputação de um homem de bem.
Mas como o senhor vai conduzir a defesa?
Eu hoje tenho o pastor como pai. Acredito realmente que ele é inocente. Estamos procurando bases para combater as acusações. Não é fácil sem provas. Este processo está fadado à decadência. Ninguém é culpado até que se prove.
O senhor já defendeu o pastor em outros casos?
Há oito meses que sou advogado da igreja. Eu acompanho os casos de detentos que estão em regime semiaberto, e dos que estão sob monitoramento eletrônico e moram lá na igreja.
Como o pastor está?
Ele está triste por estar nesta situação e pela enorme repercussão do caso. Mas tranquilo. Está numa cela individual. Não tem feito cultos porque é proibido. Inclusive já curou um detento que estava com uma íngua. Disse que ele se arrependeu na hora.
Quanto é o seu honorário para defender o pastor?
Eu nunca recebi nada.
Como o senhor define o pastor?
O pastor é um homem honrável, verdadeiro. A missão dele é trazer as almas para Jesus e tentar tirar as pessoas das drogas.
Quem está dirigindo a igreja agora?
Quem assumiu a igreja foi Nívea Madureira Batista e Silva, filha do pastor. Ela é pastora e cantora também.


Leia mais sobre esse assunto em http://oglobo.globo.com/rio/as-acusacoes-sao-surreais-diz-advogado-de-pastor-marcos-8380889#ixzz2TY3ySFAs
© 1996 - 2013.

quinta-feira, 2 de maio de 2013

vem aí ‘Marcha para Jesus 2013′ no Rio de Janeiro!

No dia 25 de maio (sábado), no Rio de Janeiro, está marcado para acontecer a edição 2013 da ‘Marcha para Jesus’. O ponto de encontro e partida será na Avenida Presidente Vargas em frente a Central do Brasil, às 15h, sendo a concentração final na Cinelândia. O evento é uma realização do Conselho de Ministros Evangélicos do Estado do Rio de Janeiro (COMERJ).
Declarando que o Brasil e o Estado do Rio de Janeiro são do Senhor Jesus, a marcha deste ano contará com palavras proféticas dos pastores Silas Malafaia, Marcus Gregório, Abner Ferreira, Marco Antônio e Jabes de Alencar. Participações confirmadas de Thalles, André Valadão, Aline Barros, Pregador Luo, Eyshila, Davi Sacer, Bruna Karla, Cassiane, e Nani Azevedo.
Clique aqui e veja como foi o evento do ano passado, que reuniu milhares de pessoas no centro da capital fluminense.
http://www.youtube.com/watch?feature=player_embedded&v=tqLd66ZyK_8