Quem sou eu

Minha foto

Numa busca interior, descobri em Cristo a unificação universal com o cosmo, assim como Jesus afirma ser ele e o pai um único ser(João 10.30), descobri que somos um tambem com o criador, alguns o chamam de "Arquiteto do universo", outros de "Mente criadora", eu prefiro chamar apenas de "Pai", pois o Genesis não diz que Deus parou para pensar no que ia fazer, e pelo que sei é isso que um arquiteto faz, ele pensa, planeja, calcula, mas Deus apenas disse e aconteceu como falou, creio no poder da palavra, e sei que mudanças poderosas podem ocorrer coforme o que você pronuncia, você pode ter uma vida de sucesso falando coisas boas ou uma vida penosa e sofredora falando palavras malditas, que tendemos a chamar de palavrões. Desejo poder iluminar sua vida com o que for postado nesse bloger, e que a paz do Senhor Jesus, que é a mais profunda a se desejar, superabunde em seu ser e dê o despertar cósmico de sua consciência que você tanto deseja

segunda-feira, 30 de outubro de 2017

Dia nacional de proclamação do evangelho

No dia 12/01/2016, a senhora Dilma sancionou uma lei que reconhece o dia 31/10 como o dia nacional de proclamação do evangelho, muito possivelmente em razão do dia ser o mesmo em que a reforma protestante foi referida.
http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2015-2018/2016/lei/l13246.htm

Deus, prometeu enviar o libertador desde Gênesis 3.15:
"E porei inimizade entre ti e a mulher, e entre a tua semente e a sua semente; esta te ferirá a cabeça, e tu lhe ferirás o calcanhar."
Gênesis 3:15
Passou o tempo, vieram os patricarcas, as tribos de Israel, a servidão do Egito, a libertação por Moiséis, mas Deus deixou claro que o prometido não era Moiséis:
"Eis lhes suscitarei um profeta do meio de seus irmãos, como tu, e porei as minhas palavras na sua boca, e ele lhes falará tudo o que eu lhe ordenar.
E será que qualquer que não ouvir as minhas palavras, que ele falar em meu nome, eu o requererei dele."
Deuteronômio 18:18,19
Depois, houve a conquista de Canaan, o reinado de David, Salomão, a divisão do reino, o cativeiro assírio, babilônico, Grego e romano. Só aí que Deus resolveu cumprir sua promessa de GÊnesis3.15.
Jesus, nasceu de uma virgem, morreu, ressuscitou ao terceiro dia, fêz inúmeros milagres. Seus seguidores, os discípulos, deram continuidade ao seu trabalho, através da igreja.
No início, a igreja foi perseguida, muitos foram presos, e outros foram mortos, tudo por pregar o evangelho de Cristo.
Por volta do ano 300, Constantino, resolve adotar a fé cristã como a oficial do império. Dessa época surge, dentre outros, o canon cristão, que nós conhecemos como Bíblia.
Após a invasão barbara, que culminou com o fim do Império Romano, o líder cristão passou a exercer a função de Imperador romano, que até hoje é chamado de Pontífice.
Durante a idade medieval, surgiu a adoração de imagens, evocação de mortos, e inúmeros outros males que até hoje se vê na igreja romana.
A Pré-Reforma foi o período anterior à Reforma Protestante no qual se iniciaram as bases ideológicas que posteriormente resultaram na reforma iniciada por Martinho Lutero.
Dentre, as muitas heresias que a igreja romana fazia, uma em especial, tocou o coração, do então Bispo de Witenberg a fazer a reforma: A cobrança de indulgencias.
A igreja vendia falsos amuletos, como ossos de santos, e mesmo o santo sudário, para ajuntar dinheiro e construir a praça de São pedro.
No dia 31 de Outubro de 1517, Martinho Lutero pregou as 95 teses na porta da catedral de Witenberg, de inicio, ele só queria levantar um debate, mas depois culminou no racha da igreja alemã.
Algumas das 95 teses:
27 Pregam doutrina humana os que dizem que, tão logo tilintar a moeda lançada na caixa, a alma sairá voando [do purgatório para o céu].
28 Certo é que, ao tilintar a moeda na caixa, podem aumentar o lucro e a cobiça; a intercessão da Igreja, porém, depende apenas da vontade de Deus.
43 Deve-se ensinar aos cristãos que, dando ao pobre ou emprestando ao necessitado, procedem melhor do que se comprassem indulgências.
45 Deve-se ensinar aos cristãos que quem vê um carente e o negligencia para gastar com indulgências obtém para si não as indulgências do papa, mas a ira de Deus.
46 Deve-se ensinar aos cristãos que, se não tiverem bens em abundância, devem conservar o que é necessário para sua casa e de forma alguma desperdiçar dinheiro com indulgência.
47 Deve-se ensinar aos cristãos que a compra de indulgências é livre e não constitui obrigação.
48 Deve-se ensinar aos cristãos que, ao conceder indulgências, o papa, assim como mais necessita, da mesma forma mais deseja uma oração devota a seu favor do que o dinheiro que se está pronto a pagar.
49 Deve-se ensinar aos cristãos que as indulgências do papa são úteis se não depositam sua confiança nelas, porém, extremamente prejudiciais se perdem o temor de Deus por causa delas.
50 Deve-se ensinar aos cristãos que, se o papa soubesse das exações dos pregadores de indulgências, preferiria reduzir a cinzas a Basílica de S. Pedro a edificá-la com a pele, a carne e os ossos de suas ovelhas.
54 Ofende-se a palavra de Deus quando, em um mesmo sermão, se dedica tanto ou mais tempo às indulgências do que a ela.
59 S. Lourenço disse que os pobres da Igreja são os tesouros da mesma, empregando, no entanto, a palavra como era usada em sua época.
62 O verdadeiro tesouro da Igreja é o santíssimo Evangelho da glória e da graça de Deus.
63 Este tesouro, entretanto, é o mais odiado, e com razão, porque faz com que os primeiros sejam os últimos.
64 Em contrapartida, o tesouro das indulgências é o mais benquisto, e com razão, pois faz dos últimos os primeiros.
80 Terão que prestar contas os bispos, curas e teólogos que permitem que semelhantes conversas sejam difundidas entre o povo.
86 Do mesmo modo: por que o papa, cuja fortuna hoje é maior do que a dos mais ricos Crassos, não constrói com seu próprio dinheiro ao menos esta uma basílica de São Pedro, ao invés de fazê-lo com o dinheiro dos pobres fiéis?
92 Fora, pois, com todos esses profetas que dizem ao povo de Cristo: "Paz, paz!" sem que haja paz!
94 Devem-se exortar os cristãos a que se esforcem por seguir a Cristo, seu cabeça, através das penas, da morte e do inferno;
95 e, assim, a que confiem que entrarão no céu antes através de muitas tribulações do que pela segurança da paz.

E hoje, acredito que ao ler as 95 teses, com certeza, você vai identificar com muitas igrejas evangélicas e pastores atuais.
Voltemos ao evangelho e sejamos como Cristo deseja que sejamos, ou seja, verdadeiramente crentes.
https://www.youtube.com/watch?v=QthKN92cWcc&t=25s

Nenhum comentário:

Postar um comentário