Quem sou eu

Minha foto

Numa busca interior, descobri em Cristo a unificação universal com o cosmo, assim como Jesus afirma ser ele e o pai um único ser(João 10.30), descobri que somos um tambem com o criador, alguns o chamam de "Arquiteto do universo", outros de "Mente criadora", eu prefiro chamar apenas de "Pai", pois o Genesis não diz que Deus parou para pensar no que ia fazer, e pelo que sei é isso que um arquiteto faz, ele pensa, planeja, calcula, mas Deus apenas disse e aconteceu como falou, creio no poder da palavra, e sei que mudanças poderosas podem ocorrer coforme o que você pronuncia, você pode ter uma vida de sucesso falando coisas boas ou uma vida penosa e sofredora falando palavras malditas, que tendemos a chamar de palavrões. Desejo poder iluminar sua vida com o que for postado nesse bloger, e que a paz do Senhor Jesus, que é a mais profunda a se desejar, superabunde em seu ser e dê o despertar cósmico de sua consciência que você tanto deseja

domingo, 4 de agosto de 2013

A idolatria hoje

“Desde que o mundo é mundo, o homem acredita que a proximidade de algo inatingível e misterioso o cubra de bênçãos. Por isso as peregrinações em busca de gurus e lugares sagrados. Em qualquer lugar onde uma celebridade inatingível apareça de longe; seu aceno é como aspergir partículas de ambrosia e maná dos deuses sobre as cabeças de seus adoradores.
O resto é igual. Os gigantescos concertos musicais se parecem com as grandes concentrações religiosas. O público que fica do lado de fora de uma peça de teatro lotada, esperando que a superclasse entre e saia. As multidões que vão aos estádios de futebol ver um bando de homens correndo atrás de uma bola. Ídolos. Ícones, por que se transformam em retratos semelhantes às pinturas que vemos nas igrejas católicas, e são cultuados nos quartos de adolescentes, donas de casa, e até mesmo em escritórios de grandes executivos de indústria, que invejam a celebridade apesar do imenso poder que possuem.
Existe uma única diferença: Nesse caso, o público é o juiz supremo, que hoje aplaude e amanha quer ver algo terrível sobre seu ídolo na primeira revista de escândalos. Assim podem dizer: “Coitado. Ainda bem que não sou como ele.” Hoje adoram, e amanha apedrejam e crucificam sem qualquer sentimento de culpa.
Paulo Coelho em “O vencedor está só”.

Nenhum comentário:

Postar um comentário