Quem sou eu

Minha foto

Numa busca interior, descobri em Cristo a unificação universal com o cosmo, assim como Jesus afirma ser ele e o pai um único ser(João 10.30), descobri que somos um tambem com o criador, alguns o chamam de "Arquiteto do universo", outros de "Mente criadora", eu prefiro chamar apenas de "Pai", pois o Genesis não diz que Deus parou para pensar no que ia fazer, e pelo que sei é isso que um arquiteto faz, ele pensa, planeja, calcula, mas Deus apenas disse e aconteceu como falou, creio no poder da palavra, e sei que mudanças poderosas podem ocorrer coforme o que você pronuncia, você pode ter uma vida de sucesso falando coisas boas ou uma vida penosa e sofredora falando palavras malditas, que tendemos a chamar de palavrões. Desejo poder iluminar sua vida com o que for postado nesse bloger, e que a paz do Senhor Jesus, que é a mais profunda a se desejar, superabunde em seu ser e dê o despertar cósmico de sua consciência que você tanto deseja

sexta-feira, 1 de fevereiro de 2013

O sonho de Deus é que sejamos livres


Platão, em o Banquete, nos conta uma alegoria, que é a alegoria da caverna, nela um homem passou a vida toda vivendo em uma caverna escura, acorrentado, sem nunca conhecer o mundo a sua volta, sabia que havia algo lá fora, mas nunca nem ele, nem seus amigos puderam ver o que era, pois ou estavam felizes por sua situação, ou por simples medo do que iriam encontrar lá. Um dia, ele tomou coragem, arrebentou as correntes, foi de encontro a luz, sentiu incomodo pois nunca antes seus olhos haviam saído do escuro, mas contemplou por fim o brilho do sol, a beleza das flores, o cheiro do campo, e viu quantas coisas maravilhosas havia desperdiçado durante toda a sua vida no meio daquela caverna. Ficou com pena de seus amigos, voltou a conta-los, mas por fim foi chamado de louco, torturado e morto por eles.
Assim como na historia de Platão, achamos que somos livres, achamos que somos felizes, mas só quando tomamos coragem de ir em direção á luz, que em nosso caso é Jesus, é que vemos o quanto estávamos perdendo com coisas sem valor, não tínhamos a menor ideia do perfume suave do evangelho, nem do doce sabor da palavra de Deus, mas quando experimentamos, tudo muda, se pois o filho, que é Jesus, o próprio Deus, nos libertou, verdadeiramente seremos livres(João 8.36).

Nenhum comentário:

Postar um comentário